Suco de morango verão
10 Receitas de Sucos Detox para o Verão
16 de janeiro de 2015
Snack Made in Natural - República do Cacau
O que vem na Caixa: Janeiro
20 de janeiro de 2015
Exibir tudo

Os benefícios da Castanha de Baru

Castanha de Baru

O box de Janeiro, traz de volta um dos nossos snacks mais populares, o Do Baru, que é composto de amendoim torrado, macadâmia e a castanha do Baru. Esse fruto que ainda é desconhecido de grande parte da população brasileira possui muitas propriedades que fazem bem ao nosso organismo. Por isso, achamos relevante divulgar mais informações sobre o mesmo! Preparado? Então vamos lá 🙂

SnackBaru

O baru ou cumbaru (nome cientifico: Dipteryx alata) é o fruto do baruzeiro, imperiosa árvore nativa do Cerrado brasileiro. Infelizmente, esta espécie está ameaçada devido à extração predatória de madeira, que possui reconhecida resistência e qualidade, com propriedades fungicidas. Esta planta imponente, com copa densa, pode alcançar mais de 20 metros de altura e seu tronco chega até 70 cm de diâmetro. O seu fruto é protegido por uma dura casca e, no interior, encontra-se uma amêndoa de sabor parecido com o do amendoim, de alto valor nutricional e muito apreciada.

CastanhaBaru_small

O baru possui cerca de 26% de teor de proteínas, mais do que o coco-da-bahia, castanha do pará e castanha de caju. O fruto pode ser utilizado integralmente, resultando em polpas de fruta, óleos, farinha, manteiga e tortas. A ele são associadas propriedades afrodisíacas. Também são conferidas ao óleo de baru propriedades medicinais anti-reumáticas.

A polpa dos frutos, quando maduros e em períodos de seca, complementa a dieta dos animais devido às suas propriedades nutricionais. A amêndoa presente no interior do baru pode ser consumida in natura, mas também pode ser torrada para a produção de paçoca, pé-de-moleque e rapadura e utilizada em uma infinidade de receitas.

A extração da amêndoa do baru requer cuidado especial, que se inicia com a seleção dos frutos. Como a casca é muito dura, sua quebra para obtenção da amêndoa inteira requer técnicas de corte transversal ou por pressão mecânica. Depois, realiza-se a seleção das amêndoas – as podres são utilizadas como adubo, as machucadas servem para a produção da farinha, etc. As amêndoas inteiras são, então, separadas por tamanho e armazenadas por até 30 dias para serem consumidas in natura ou torradas.  A casca da amêndoa também pode ser usada para a produção de carvão ou mesmo utilizada em substituição à brita em calçamento, devido à sua resistência.

O filme abaixo produzido pelo Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) fala sobre a produção de baru, a castanha do Cerrado com mais detalhes.


 Fonte: http://www.cerratinga.org.br/

Fabio Aubin
Fabio Aubin
Olá, sou um dos fundadores da Made in Natural. Nosso objetivo é ajudar cada vez mais pessoas a se alimentarem com qualidade entre as refeições. Se precisar de algo só me dar um alô :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.