ONG Banco de Alimentos Globo Repórter
ONG Banco de Alimentos é destaque no Globo Repórter
15 de julho de 2016
Como perder peso sem prejudicar minha saúde?
Como perder peso sem prejudicar minha saúde?
20 de julho de 2016
Exibir tudo

Dieta de adolescentes é de ‘alto risco’, diz estudo

Pesquisa inédita feita pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, em parceria com o Ministério da Saúde mostra que os jovens brasileiros seguem uma dieta de alto risco que pode causar problemas cardiovasculares, renais e obesidade.

Sal, açúcar e gordura em excesso
Reduza o consumo de sal

A lista de problemas é extensa: refrigerante é o sexto alimento mais consumido, só metade toma mais de 5 copos de água por dia, 80% consomem sódio em excesso e todos ingerem menos cálcio e vitamina E do que o adequado. O trabalho tem por base um inquérito com estudantes de 12 a 17 anos, feito em 1.247 escolas espalhadas pelo País.

“Vivemos em uma transição do padrão africano, onde a fome era prevalente, para o padrão americano, onde a obesidade predomina”, afirmou a diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção à Saúde, Fátima Marinho. A epidemiologista considera que o fenômeno identificado agora entre adolescentes já ocorre há alguns anos na população adulta. “Nossa tarefa é tentar reverter esse padrão, sobretudo com população mais jovem.”

Hábitos alimentares

O conjunto de hábitos retratado na pesquisa preocupa. Mais da metade faz refeições sempre ou quase sempre na frente da TV. Quando não é o prato de comida, é o salgadinho. Dos entrevistados, 40% disseram que comem petiscos enquanto estão com o aparelho ligado e 73,5% passam duas horas ou mais vendo TV ou no computador. “Trabalhos mostram que, quando a pessoa faz refeições com companhia, há uma tendência maior de se prestar atenção no que se está comendo, reduzindo excessos”, afirmou a coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Michele Lessa.

Bowl de Arroz

Arroz e feijão. A boa notícia está na permanência do hábito brasileiro de colocar no prato arroz e feijão. São os itens de alimentação mais consumidos pelos jovens, com 81,75% e 67,95%, respectivamente. No entanto, doces e refrigerantes, com 44,97% e 39,33%, por sua vez, estão mais bem colocados do que frutas e hortaliças (33,97%). No Nordeste, o consumo de frutas e hortaliças é tão baixo que não figura entre os 20 alimentos mais usados.

O padrão entre adultos é ainda mais desanimador. Estudo feito por telefone com moradores com mais de 18 anos das capitais do País mostra que 19% do brasileiros têm o hábito de consumir refrigerantes e sucos artificiais e 20% consomem doces 5 vezes por semana ou mais. O hábito reflete diretamente na obesidade: 18,6% são obesos – em 2010, eram 15%.

Para ler a matéria completa acesse o Portal do Estadão.

Buscando informações para melhorar sua alimentação? Visite nosso Guia Prático de Alimentação Natural.

Fabio Aubin
Fabio Aubin
Olá, sou um dos fundadores da Made in Natural. Nosso objetivo é ajudar cada vez mais pessoas a se alimentarem com qualidade entre as refeições. Se precisar de algo só me dar um alô :)

Os comentários estão encerrados.