Como perder peso sem prejudicar minha saúde?
Como perder peso sem prejudicar minha saúde?
20 de julho de 2016
Alerta-6-alimentos-ricos-em-sodio-que-voce-consome-e-nem-sabia
Alerta! 6 alimentos ricos em sódio que você consome e nem sabia
6 de agosto de 2016
Exibir tudo

Entenda as diferenças entre dieta e reeducação alimentar

Entenda as diferenças entre dieta e reeducação alimentar

Entenda as diferenças entre dieta e reeducação alimentar

O objetivo de muita gente é perder peso e medidas, mas nem sempre é fácil decidir qual a melhor forma de alcançar essa meta: com uma dieta ou com reeducação alimentar. É uma dúvida plausível, visto que os dois atingem o mesmo objetivo.

Por isso, vamos explicar as principais diferenças entre a dieta e a reeducação alimentar a seguir para facilitar a sua escolha. Acompanhe!

Cardápios

Os cardápios da dieta são restritivos. O nutricionista “cortará” uma série de alimentos para que você possa alcançar seus objetivos. Ele também poderá adaptar o seu cardápio para melhorar alguns aspectos relacionados ao alto nível de colesterol ruim no organismo, ganhar massa muscular, perder peso, melhorar a pressão arterial, etc.

Já os cardápios da reeducação alimentar são formulados para que a pessoa adquira hábitos alimentares saudáveis, saiba escolher entre os alimentos nocivos ou benéficos para sua saúde, optando sempre por uma alimentação balanceada e nutritiva, com porções pequenas e maior quantidade de refeições distribuídas ao longo do dia.

Prazos

Uma das questões que mais influencia na hora da escolha são os prazos para os resultados começarem a aparecer. Na dieta, os resultados começarão a aparecer de forma mais rápida, enquanto a reeducação alimentar leva um tempo maior para surtir efeito.

Resultados

Os resultados tanto da dieta quanto da reeducação alimentar são os mesmos. A pessoa que optar por perder peso com dieta terá o mesmo resultado com a reeducação alimentar.

Portanto, o que vale ressaltar é o tempo que esses resultados são mantidos: na dieta, os resultados são mais rápidos, mas têm um curto período de duração quando a pessoa retoma a alimentação habitual. Já na reeducação alimentar, os resultados demoram a aparecer, porém a duração é prolongada.

Necessidades

As dietas são indicadas para necessidades terapêuticas, como dito anteriormente: regulação dos índices de colesterol, ácido úrico, triglicerídeos, para diabéticos, pessoas com pressão alta, entre outros.

E a reeducação alimentar é indicada para perda de peso e prevenção contra o aparecimento de doenças e malefícios causados pelo sobrepeso.

Metabolismo

O metabolismo — que é um assunto muito frequente quando o objetivo é a perda de peso — provoca um aceleramento nas dietas, o que faz com que o organismo elimine gradativamente as gorduras indesejadas. Na reeducação alimentar, o metabolismo acelera de forma suave, já que o objetivo é ensinar melhores hábitos alimentares.

Impactos no corpo

Quando há uma responsabilidade e comprometimento em relação à dieta, quem a faz alcançará suas metas pré-estabelecidas e dificilmente sofrerá o famoso “efeito sanfona”. Mas lembre-se: as dietas demandam esforço e restrições. Já com a reeducação alimentar você não passará por esse “efeito sanfona” e também ficará livre do estresse causado pela dieta.

Ao ficar na dúvida entre a dieta e a reeducação alimentar, a melhor saída é consultar um nutricionista que é capaz de avaliar qual a necessidade do paciente. Não faça dietas milagrosas e nem deixe de consultar um profissional capacitado. Tenha sempre em mente que, para manter a saúde, é necessário seguir os conselhos de quem entende melhor sobre o assunto.

Quer saber mais sobre dicas de emagrecimento? Então entenda como refeições prontas podem ajudar na dieta para emagrecer!

[magento pid=’LJ-GR-BN, LJ-GR-CR, LJ-GR-GJ’]

Fabio Aubin
Fabio Aubin
Olá, sou um dos fundadores da Made in Natural. Nosso objetivo é ajudar cada vez mais pessoas a se alimentarem com qualidade entre as refeições. Se precisar de algo só me dar um alô :)

Os comentários estão encerrados.